Onças mortas no Pantanal



A pecuarista Beatriz Rondon, dona da fazenda Santa Sofia, ex-presidente da ONG Ambiental, ligada ao setor de defesa ambiental do Estado do Mato Grosso do Sul, conseguiu que sua fazenda fosse reconhecida como Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), sendo assim obrigada a conservar a diversidade da área, mas não era nada disso que ela fazia.

A falsa ambientalista, Beatriz Rondon, transformou sua fazenda em um verdadeiro território de prática terrorista ecológica. Durante quinze anos, a falsa ecóloga patrocinou verdadeiro zoocídio na reserva. Turistas brasileiros e estrangeiros foram habitués de caçadas das terríveis e zoocidas contra animais da reserva ecológica. Onças eram os principais animais de desejo. As onças mortas eram apresentadas como troféus resultantes das caçadas dos pervertidos naturais. Vocês podem conferir no vídeo abaixo:



Aguardamos o indiciamento dos criminosos, principalmente dela...
Beatriz Rodon, a imagem do animal(duplo sentido)segue abaixo:




Manifestem sua indignação para que o governo possa fazer JUSTIÇA de verdade. 


JUSTIÇA JÁ!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário